Fisioterapia Cardíaca e Pulmonar

A fisioterapia aplicada à cardiologia e respiratória tem entre os objetivos prevenir e tratar doenças cardíacas e pulmonares, como hipertensão, diabetes, insuficiência cardíaca, asma, bronquite, atelectasias, enfisema pulmonar, fibrose pulmonar, fibrose cística, pneumonias, bronquiolites e outras. Além de atuar também no tratamento de quadros que evoluiram com complicações, ocasionando o uso de ventilação mecânica invasiva ou não invasiva domiciliar, como a esclerose lateral amiotrófica (ELA) e acidente vascular encefálico (AVE). Quando tratadas precocemente, estas doenças podem ser perfeitamente controladas ou até mesmo revertidas, por isso que é de extrema importância se acompanhada por um profissional especializado na área. Ligue para a ComTato e agende sua avaliação (leia mais)

O atendimento fisioterapeutico cardiorrespiratória é importante, principalmente na prevenção, minimizando as internações, pois essas podem gerar aumento da mortalidade, complicacões devido a internação, , limitacão das atividades de vida diarias (AVD) e perda importante de força muscular.
Com a doença ja instalada ou exacerbada, o atendimento cardiopulmonar além de atuar como reabilitação e utiliza a prevenção de outras complicações, como tromboses e pneumonias.
O atendimento domiciliar além de facilitar o deslocamento do paciente, visa orientar o mesmo e sua família sobre mudanças no estilo de vida e abranger de forma ampla todos os aspectos envolvidos direta ou indiretamente na doença e quadro apresentado.
O objetivo é oferecer qualidade no atendimento e uma interação multiprofissional com o paciente em todos os âmbitos de seu convívio. A fisioterapia cardiorrespiratória a domicílio tem por objetivo uma reabilitação cardiopulmonar no paciente crítico, semi-crítico e estável.

 

O que é reabilitação cardiopulmonar?

A reabilitação cardiopulmonar é a interação de todos os cuidados médicos necessários para tratar cardiopatas e pneumopatas, visando evitar maiores complicações da doença de base.
A reabilitação não se prende apenas em reverter o quadro apresentado, envolve melhorias físicas, mentais e sociais ao paciente, permitindo-os retornar o quanto antes à sua vida normal e produtiva de acordo com as limitações apresentadas.

Quando iniciar a reabilitação cardiopulmonar?

Ela deve ser precoce, tanto na prevenção, como fatores de risco para algum tipo de doença, um exemplo, pacientes com história de hipertensão hereditaria e sedentarismo; quanto ao tratamento da doença, como patologias já presentes no paciente e que necessitam de importante controle para prevenção de internações recorrentes, como fibrose cistica.
Hoje, a fisioterapia cardiorrepiratória tm um grande presence no âmbito hospitalar, iniciando o tratamento desde a UTI (Unidade de Terapia intensive), onde inicia-se com a mobilização precoce e dando a continuidade na unidade de internação.
Com isso, o ideal é dar continuidade após a alta hospitalar ao tratamento fisioterapeutico, contribuindo com o retorno das AVD .

Que tipos de exercícios serão desenvolvidos pelo fisioterapeuta durante o tratamento?

Todos os exercícios deverão ser rigorosamente planejados, adaptados e supervisionados antes, durante e após os treinamento diário. Serão realizadas atividades para aumentar a capacidade aeróbica, melhorar força muscular, melhorar a independencia do paciente e outras.
Porém o plano terapeutico deverá ser avaliado e planejado de acordo com a história do paciente, tanto a atual como as passadas. Além da avaliação diaria ajustando assim a complexidade do exercício, aumento da carga, desmame ventilatório e ajuste das necessidades das atividades diarias do paciente.

Por que fazer fisioterapia à domicílio?

A fisioterapia em casa vai permitir a todos os envolvidos, paciente, família e fisioterapeuta acompanhar de forma mais abrangente as principais limitações e progressos do tratamento.
Além de proporcionar maior comodidade e conforto, fortalecendo o vínculo do paciente com o professional, reduzindo assim a possibilidade do abondono do tratamento.
Quais são as principais doenças respiratórias?
As principais doenças respiratórias são: doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), asma, fibrose cística, bronquiectasia, bronquiolite, pneumonia, edema agudo de pulmão, síndrome do desconforto respiratório agudo (SDRA), fibrose pulmonar, atelectasia, pneumotórax, hemotórax, derrame pleural, tuberculose e embolia pulmonar.

Quais são as principais doenças cardíacas?

As principais doenças cardíacas são: doença arterial coronariana (arteriosclerose), hipertensão arterial sistêmica (HAS), insuficiência cardiac (ICC), infarto e angina, disfunções das válvulas cardíacas (estenoses ou insuficiências), febre reumática, doença vascular periférica e outras.

Quais os principais sintomas das doenças respiratórias?

Os sintomas dependerão da doença de base, mas a maioria dos pacientes apresentam dispnéia (sensação de falta de ar), acúmulo de secreção nas vias aéreas, dificuldades para realizar atividades do dia a dia, tosse, dores no peito, chieiras ou roncos.

Como a fisioterapia pode ajudar no tratamento de doenças respiratórias?

O tratamento terá como objetivos otimizar a higiene das vias aéreas com exercícios para eliminar secreção, melhorar a capacidade respiratória do indivíduo e seu bem estar geral. Os exercícios também visam trabalhar a força e resistência da musculatura respiratória, melhorar a postura do paciente otimizando a função de todo o aparelho pulmonar e estimular uma reabilitação ampla de todos os aspectos físicos, sociais e emocionais do paciente, para que o mesmo retorne à sua vida normal com qualidade e independência.

Quais são as causas das doenças cardíacas?

As causas são multifatorias e se interligam. É improvável estabelecer um fator único e específico, pois estes são geralmente fruto de uma longa trajetória de um estilo de vida pouco saudável. Os fatores de risco são comuns à quase todas cardiopatias, que envolvem tabagismo, etilismo colesterol alto, diabetes, sedentarismo, obesidade, maus hábitos alimentares, idade, sexo, complicações devido a outras patologias e história familiar, essa que é uma das unicas causas irreversiveis, porém que é muito relevante para a prevenção.

Quais os principais sintomas das doenças cardíacas?

Os sintomas são bastante parecidos e de forma geral se manifestam de forma lenta e insidiosa. Os cardiopatas costumam reclamar de cansaço ao executar atividades que demandam um maior gasto energético ou até mesmo atividades mais leves. Podem relatar também dor no peito, dificuldade para respirar, suor excesso ao executar atividades simples, tonteira ou mal estar.

Como a fisioterapia pode ajudar no tratamento de doenças cardíacas?

A fisioterapia deve ser incorporada num programa de tratamento médico o quão precoce possível. O cardiopata, que usualmente apresenta maus hábitos de vida, deverá receber orientações comportamentais para melhorar sua qualidade de vida.
Exercícios físicos dentro dos seus limites de saúde, irão otimizar o sistema cardiovascular e progressivamente a resistência para executar as atividades diárias.
Devido a gravidade de qualquer cardiopatia é fundamental que a fisioterapia seja realizada de forma individualizada e supervisionada.. A interação do profissional com a família também é importante, já que as mudanças não se restringem somente ao cardiopata, elas envolvem todos responsáveis e interessados na reabilitação cardíaca e bem estar geral do indivíduo.


ComTato - Fisioterapia em BH e Região.

Contato

Segunda - Sexta 07:00-20:00Sábado - 07:00-13:00(31) 3044-3099
(31) 99118-5320
(31) 99977-5492
contato@comtatobh.com.br
Belo Horizonte - MGAtendemos em BH e região metropolitana

Newsletter

ComTato. Todos os direitos reservados.