Saude Sexual

Fisioterapia pélvica

Fisioterapia pélvica em BH

Saúde sexual: Fisioterapia pélvica

A fisioterapia atualmente é considerada tratamento de primeira linha nas disfunções sexuais femininas, quando as mesmas apresentam um componente físico associado, o que não é raro. 

 

Ela apresenta bons resultados e resposta rápida. Atualmente nos consultórios, as mulheres apresentam muitas queixas de dor durante a relação sexual. Esta dor pode acontecer após a relação, durante o intercurso da relação, durante a penetração ou mesmo antes de a penetração acontecer, apenas com estímulos na região genital. Ela varia de mulher para mulher, podendo ser de diversas intensidades. São elas:

  • Dispareunia: ocorre quando a mulher consegue ter relação sexual, mas sente dor por repetidas vezes. A dor pode ocorrer no momento da penetração, durante a penetração ou até mesmo antes da penetração acontecer. As mulheres podem descrever a dor como uma sensação superficial, ou até mesmo profunda e a intensidade pode variar de um leve desconforto até uma forte dor aguda. (Quer saber mais? Consulte nosso BLOG ou nossas redes sociais). 
  • Vaginismo: caracterizado por uma contração involuntária da musculatura do assoalho pélvico impedindo total ou parcialmente a penetração, do pênis, do dedo, do espéculo ginecológico ou do absorvente interno. A mulher não consegue controlar o movimento de contração, apesar de querer o ato sexual. (Quer saber mais? Consulte nosso BLOG ou nossas redes sociais). 
  • Vulvodinia: também conhecida como vestibulite vulvar é uma disfunção caracterizada por uma sensação de dor crônica em queimação na vulva, sem achados físicos objetivos que justifiquem os sintomas. Este quadro impede que a mulher consiga ter uma atividade sexual sem dor e ardor, se não for controlado. (Quer saber mais? Consulte nosso BLOG ou nossas redes sociais). 

Outras disfunções comumente encontradas são: 

  • Flacidez de períneo: conhecida como vagina larga, sendo mais frequente em mulheres acima de 45 anos, pois a fase da menopausa diminui a produção de colágeno em todo o corpo inclusive no períneo, sendo necessário exercitar a musculatura perineal evitando a flacidez da mesma. Ligue e agende sua avaliação. (Quer saber mais? Consulte nosso BLOG ou nossas redes sociais). 
  • Flatos vaginais: é a perda de ar pela vagina durante a relação sexual. Isto ocorre geralmente ao mudar de posição ou ficar em posições em que os músculos do assoalho pélvico relaxem um pouco. Pode acontecer com qual qualquer mulher, independentemente da idade ou do número de partos. No entanto, se os flatos estiverem acontecendo sempre, independentemente da posição, procure um fisioterapeuta especializado para avalia-la, pois podem estar fracos, precisando de treinamento. (Quer saber mais? Consulte nosso BLOG ou nossas redes sociais). 

A fisioterapia pélvica vai atuar no treinamento da musculatura do assoalho pélvico (localizado na região inferior da pelve), através de exercícios em várias posturas, associado à conscientização corporal e genital e propriocepção destes músculos. O tratamento tem intuito de promover autoconhecimento, melhora da funcionalidade pélvica, melhora do fluxo sanguíneo local, aumento da mobilidade pélvica e da sensibilidade clitoriana, potencializando, assim, a excitação, a lubrificação vaginal e o orgasmo, ou seja, a satisfação sexual. Realiza ainda orientações aos casais para um aumento da intimidade e interação entre eles. Portanto, sugere-se o potencial da abordagem fisioterapêutica como tratamento principal das disfunções sexuais relacionadas aos componentes físicos, sem deixar de destacar o importante papel do psicoterapeuta.

Procure um FISIOTERAPEUTA especializado e tenha uma vida sexual saudável!



Cíclica - Sexualidade Funcional

Contato

Segunda - Sexta 07:00-20:00Sábado - 07:00-13:00(31) 3044-3099
(31)9 9764-9963
Belo Horizonte - MGAtendemos em BH.

Newsletter

Cíclica. Todos os direitos reservados.

WhatsApp chat